Acompanhando o Mercado

O que posso fazer pelo mercado de arte?

João Carlos Lopes dos Santos



Uma consulente, aqui incógnita, me formulou uma excelente pergunta e, por isso, transformei o questionamento num artigo. O que vou dizer serve para todos que gravitam ou não no mercado de arte.

Escreveu-me uma estudante do nordeste do país indagando-me sobre qual seria o melhor tema, abrangendo o mercado de arte, objetivando a sua monografia de final de curso universitário. Demonstrou que queria também ajudar e me perguntou: ‘O que posso fazer pelo mercado de arte?’


Mote para monografias

Sugeri que fizesse a um trabalho sobre o mercado de arte de seu estado. Demonstrei a importância para o mercado de arte nacional se tivéssemos boas literaturas sobre cada mercado regional. Infelizmente, a desinformação a respeito é a tônica em quase todos os estados do país. Quem sabe você, leitor/a, não será o auto/a do livro com informações sobre o mercado de arte de seu estado?

Em 1999, tentei com o Manual do Mercado de Arte, hoje com edição esgotada, iniciar o processo, mas até agora pouquíssimos foram aqueles que acharam importante dar notícia de seus mercados. Você já imaginou o dia em que dispusermos de um trabalho desses sobre cada mercado regional? O mercado nacional vai agradecer muito. O mercado agradece sempre as boas iniciativas em prol dele e das artes plásticas.


Dicionários regionais de artistas plásticos

Outra excelente ideia é a dos dicionários regionais de artistas plásticos. Para citar duas iniciativas, Renato Rosa & Decio Presser escreveram o ‘Dicionário de Artes Plásticas no Rio Grande do Sul’, da Editora da Universidade/UFRGS; assim como na Bahia, a ‘Prova do Artista’ de Salvador, lançou o livro ‘100 Artistas Plásticos da Bahia’. Que esses dois exemplos inspirem os profissionais de mercado de outros estados.

A Julio Louzada Publicações, em âmbito nacional, faz também um belíssimo trabalho com o Artes Plásticas Brasil, o único dicionário-catálogo em atividade ininterrupta no país, com biografias e registros de mercado, desde 1985, abrangendo preços a partir de 1980 até os nossos dias.


Formem suas bibliotecas

Além desses, aconselho que formem suas bibliotecas com todas as publicações disponíveis sobre arte, mormente arte brasileira. Além de ampliar seus conhecimentos e ajudar àqueles que empreendem no setor, você estará fazendo um excelente investimento financeiro, pois os livros de arte não ficam obsoletos, dificilmente são reeditados, se valorizam com o tempo e têm sempre valor de revenda no mercado, com excelente liquidez. Muitos, quando esgotam, passam a valer fortunas.

Por outro lado, escrever e editar um livro, jornal ou revista - assim como vídeos e demais mídias –, que versem sobre arte brasileira, é uma missão das mais árduas e merecem total apoio. Portanto, não deixem de prestigiar tais iniciativas.

 

Telefones e outras informações - clique aqui

VOLTAR

Outros Artigos:

Ninguém é profeta em sua terra

Releitura, plágio e falsificação

Metais Aveludados

Sem jogo de cintura...

Por que os honorários periciais são considerados elevados?

A filosofia das minhas fases periciais

Como consolidar sua carreira no mercado de arte.

Como se pode perceber que uma pintura é falsa?

Em síntese, o que a legislação autoral visa proteger.

Por que as obras de arte estrangeiras antigas são tidas como atribuídas?

O tempo de maturação de um laudo pericial

Arte contemporânea: afinal, o que é isso?

O mercado de arte em tempos de conflito

Primeiros passos no mercado de arte

Aos artistas plásticos iniciantes

Curso para Marchands

Onde posso registrar uma obra artística de minha autoria?

E o dia do Artista Plástico?

O que fazer para evitar falsificações

Investir em arte - quanto, quando e como

O que é uma telenovela?

O mural ‘Guerra e Paz’ está de volta.

Por que sou contra o 'Direito de Sequência'

Perícia judicial sobre obras de arte

Como vai o Mercado de Arte?

O que Ú prešo de mercado ?

Como revitalizar o mercado?

A liquidez das obras de arte

O mercado de arte realmente existe no Brasil?

O perfeito relacionamento com o mercado

Reflexões sobre as tabelas dos artistas

Curso para formação de marchands

Consolidando o mercado de arte

O que posso fazer pelo mercado de arte?

E o mercado de arte ga˙cho?

Marchand - uma definição simples e objetiva

Convivendo com os leilões de arte

Se todos gostassem do amarelo

Um leilão de arte em Fortaleza

Pode-se realmente investir no mercado de arte?

Preconceito nas artes plásticas

Que obras de arte devo comprar? De que artistas plásticos?

Um programa Legal

No Ar, a Rádio Cotonete

Pré-requisitos para a Profissão de Marchand

O que é consultoria de mercado de arte?

A mediação e arbitragem no mercado de arte

Em quem devo investir?