Acompanhando o Mercado

Aos artistas plásticos iniciantes

João Carlos Lopes dos Santos



Pelo número de consultas que já recebi a respeito, este artigo deverá receber uma atenção especial por parte dos artistas plásticos, não só os iniciantes, mas também aqueles que pensam em fazer uma reflexão sobre os caminhos que andam trilhando no mercado. O tema atende àqueles que fazem pinturas, esculturas, trabalham com cerâmica, fotografia ou quaisquer outras manifestações artísticas. Leia este texto pensando na sua atividade artística.

Já perdi a conta das vezes em que respondi às perguntas que estão a seguir: o que fazer para me tornar conhecido no mercado de arte? Como encontrar um marchand? Como chegar às galerias de arte? Como conseguir informações sobre o que está sendo feito em termos de arte? Como chegar aos leilões de arte?


Aprendizado e atualização

Todos, não só os artistas, temos que nos preocupar a vida toda com estudos e pesquisas. É isso que nos leva para frente e, fatalmente, ao sucesso. Se você está se iniciando, procure em sua cidade algum curso, escola ou ateliê que disponibilize ensinamentos na sua área de atuação artística. Permaneça lá até você conhecer toda a teoria e saber como lidar com os fundamentos da atividade. Sentindo-se pronto para o mercado, sem hesitar, suspenda as aulas. Preste bem a atenção para não deixar passar esse momento. A partir daí, você precisará dar foco à profissão, sozinho, e, se tiver talento, criatividade e força de vontade terá tudo para atingir seus objetivos.


Voltando a falar de mercado

Você já leu o Manual do Mercado de Arte? Você poderá obter informações a respeito na página inicial do website www.consultarte.com. Além da leitura do MMA, aconselho acessar o sobredito website, onde você encontrará respostas para muitas de suas dúvidas. Já em www.investarte.com, você poderá se manter atualizado com os fatos do dia-a-dia do mercado de arte. Esse website não é meu, apenas presto consultoria de mercado ao seu idealizador e responsável. Depois, decerto, você irá descobrir outros websites sobre o tema.


Sem navegar na Internet, ficará muito complicado

Quem não aderir à rede mundial de computadores dificilmente terá como viver em sociedade, trabalhar, progredir e ter sucesso em quaisquer atividades profissionais. Vá além: quando puder, providencie um website sobre a sua atividade profissional. Coloque a sua arte para o mundo, além do que, ter um website denota alto grau de profissionalismo.


Conviver é preciso

Outra dica importante: frequente o mercado de arte de sua cidade ou onde por acaso estiver. Compareça aos leilões de arte, assim como às mostras coletivas e individuais dos seus colegas artistas. Promova sempre a união da classe. Conviva com seus colegas e profissionais do mercado de arte. Troque mensagens eletrônicas e telefonemas com eles. Apareça! Conte e escute as novidades, compartilhe experiências. Essa troca de informações será fundamental para todos. Procure agir dentro das normas do mercado. Prestigie sempre o mercado de arte. O mercado escolhe e mantém os melhores. Inclua-se entre eles.


Desistir, jamais!

Você deve insistir sempre na sua intenção de conseguir mercado para a sua manifestação artística. Jamais desista! A propósito, aconselho que leia quatro crônicas que nada têm a ver com o mercado de arte, mas você vai entender o motivo pelo qual as estou aconselhando. Estando em www.consultarte.com, clique em ‘Crônicas do Cotidiano’ e leia: ‘Foco Absoluto’, ‘Aos Desistentes, o Bambu Chinês’, ‘Saudades do Futuro’ e ‘O que é Talento?’.


Boca à boca

Comente essas dicas com seus amigos artistas e demais profissionais que gravitam no mercado de arte, enviando-lhes os endereços eletrônicos sugeridos acima, pedindo-lhes que também os divulguem aos seus amigos que têm interesse pelo assunto. Se achar o Manual do Mercado de Arte interessante, mesmo com edição esgotada, indique-o àqueles que têm interesse pela matéria. Manter o mercado bem informado é bom para todos.


Estarei por aqui

Se tiver dúvidas, me telefone. Procure os meus números nas páginas iniciais do meu website. Estarei sempre à disposição, sem quaisquer ônus, para responder as suas dúvidas genéricas no respeita ao mercado de arte.

 

Telefones e outras informações - clique aqui

VOLTAR

Outros Artigos:

Ninguém é profeta em sua terra

Releitura, plágio e falsificação

Metais Aveludados

Sem jogo de cintura...

Por que os honorários periciais são considerados elevados?

A filosofia das minhas fases periciais

Como consolidar sua carreira no mercado de arte.

Como se pode perceber que uma pintura é falsa?

Em síntese, o que a legislação autoral visa proteger.

Por que as obras de arte estrangeiras antigas são tidas como atribuídas?

O tempo de maturação de um laudo pericial

Arte contemporânea: afinal, o que é isso?

O mercado de arte em tempos de conflito

Primeiros passos no mercado de arte

Aos artistas plásticos iniciantes

Curso para Marchands

Onde posso registrar uma obra artística de minha autoria?

E o dia do Artista Plástico?

O que fazer para evitar falsificações

Investir em arte - quanto, quando e como

O que é uma telenovela?

O mural ‘Guerra e Paz’ está de volta.

Por que sou contra o 'Direito de Sequência'

Perícia judicial sobre obras de arte

Como vai o Mercado de Arte?

O que Ú prešo de mercado ?

Como revitalizar o mercado?

A liquidez das obras de arte

O mercado de arte realmente existe no Brasil?

O perfeito relacionamento com o mercado

Reflexões sobre as tabelas dos artistas

Curso para formação de marchands

Consolidando o mercado de arte

O que posso fazer pelo mercado de arte?

E o mercado de arte ga˙cho?

Marchand - uma definição simples e objetiva

Convivendo com os leilões de arte

Se todos gostassem do amarelo

Um leilão de arte em Fortaleza

Pode-se realmente investir no mercado de arte?

Preconceito nas artes plásticas

Que obras de arte devo comprar? De que artistas plásticos?

Um programa Legal

No Ar, a Rádio Cotonete

Pré-requisitos para a Profissão de Marchand

O que é consultoria de mercado de arte?

A mediação e arbitragem no mercado de arte

Em quem devo investir?