Acompanhando o Mercado

Marchand - uma definição simples e objetiva

João Carlos Lopes dos Santos



Um acidente e duas interpretações

Há definições que mais complicam do que elucidam. Outras nos espantam pela sua simplicidade.

O meu amigo Paulo Victorino, o webmaster da Pitoresco, me contou que durante certo tempo analisou para uma empresa a evolução do seu sistema de segurança no trabalho. Passavam pelas mãos dele, para a tal análise, as fichas de acidentes com o relato de cada ocorrência por parte de um trabalhador, seguido das conclusões do médico.

Numa delas, eis a anotação do trabalhador, simples, direta e objetiva: ‘Ele machucou o dedo mindinho’.

A seguir, o parecer médico: ‘Ferimento contuso no quinto quirodáctilo direito’.


Que vem a ser um marchand

No Manual do Mercado de Arte, a folhas tantas, quando abordo a figura do marchand de tableaux (em bom português, comerciante de quadros), digo:

‘Para se tornar marchand ou se arvorar como tal, basta abrir uma galeria de arte ou - se conseguir - sair comprando, consignando e vendendo obras de arte. Ser marchand, evidentemente, não só é isso. Há outras atribuições além da de vender. Ele deve ser um agente, um promotor do mercado, na acepção mais ampla dessas palavras, e, principalmente, tem que estar preparado’.


Um tom professoral

Mais adiante, continuo:

‘É uma profissão atípica, uma atividade mista, que envolve comércio e prestação de serviço, que, ainda hoje, não tem qualquer tipo de formação acadêmica específica, desconhecendo-se qualquer notícia sobre cursos intensivos ou algo parecido’.

Depois, preocupado com a síntese, definiria marchand assim:

‘É o profissional que tem como atribuição escoar a produção artística, comprando, vendendo e fazendo intermediação de obras de arte, promovendo os artistas plásticos e assessorando os compradores em potencial’.


A sabedoria dos simples

Outro dia, cheguei à conclusão que essa não é a melhor definição para marchand.

Sempre tive como verdade absoluta de que a melhor sala de aulas fica aos pés de um ancião. Mas, nem sempre é assim...

Nas minhas andanças pelas casas e paredes dos outros, mormente à noite e nos sábados, domingos e feriados, recebi uma aula de sapiência de um menino de tenra idade.

Dez e pouco da noite de um domingo, desço pelo elevador de serviço de um 18º andar de um edifício, transportando um quadro. Ali pelo 14º andar o elevador para e entra um garoto de uns nove anos de idade, trajando, inequivocamente, um pijama. Tudo me levou a crer que seria o lance costumeiro de terem esquecido alguma coisa no carro e sobrou para o menino buscá-la na garagem...

Ele entrou no elevador, olhou para o quadro, olhou para mim e perguntou:

- Foi o senhor que pintou esse quadro?

- Não. Eu sou marchand. Você sabe o que é um marchand? (Estava certo que não saberia...).

- Sei, sim, respondeu ele, na ponta da língua: ‘Marchand é aquele que ajuda os pintores e colecionadores’.

- Muito bem, é isso aí. E você, o que vai fazer na garagem? - perguntei, mudando de assunto.

- Pegar o celular que o meu pai esqueceu no carro.

A gente não aprende só com os experientes da terceira idade. Eu aprendi com um menino de uns nove anos, qual era a melhor definição, com o absoluto poder de síntese, da minha profissão:

Marchand é aquele que ajuda os pintores e colecionadores.

 

Telefones e outras informações - clique aqui

VOLTAR

Outros Artigos:

Ninguém é profeta em sua terra

Releitura, plágio e falsificação

Metais Aveludados

Sem jogo de cintura...

Por que os honorários periciais são considerados elevados?

A filosofia das minhas fases periciais

Como consolidar sua carreira no mercado de arte.

Como se pode perceber que uma pintura é falsa?

Em síntese, o que a legislação autoral visa proteger.

Por que as obras de arte estrangeiras antigas são tidas como atribuídas?

O tempo de maturação de um laudo pericial

Arte contemporânea: afinal, o que é isso?

O mercado de arte em tempos de conflito

Primeiros passos no mercado de arte

Aos artistas plásticos iniciantes

Curso para Marchands

Onde posso registrar uma obra artística de minha autoria?

E o dia do Artista Plástico?

O que fazer para evitar falsificações

Investir em arte - quanto, quando e como

O que é uma telenovela?

O mural ‘Guerra e Paz’ está de volta.

Por que sou contra o 'Direito de Sequência'

Perícia judicial sobre obras de arte

Como vai o Mercado de Arte?

O que Ú prešo de mercado ?

Como revitalizar o mercado?

A liquidez das obras de arte

O mercado de arte realmente existe no Brasil?

O perfeito relacionamento com o mercado

Reflexões sobre as tabelas dos artistas

Curso para formação de marchands

Consolidando o mercado de arte

O que posso fazer pelo mercado de arte?

E o mercado de arte ga˙cho?

Marchand - uma definição simples e objetiva

Convivendo com os leilões de arte

Se todos gostassem do amarelo

Um leilão de arte em Fortaleza

Pode-se realmente investir no mercado de arte?

Preconceito nas artes plásticas

Que obras de arte devo comprar? De que artistas plásticos?

Um programa Legal

No Ar, a Rádio Cotonete

Pré-requisitos para a Profissão de Marchand

O que é consultoria de mercado de arte?

A mediação e arbitragem no mercado de arte

Em quem devo investir?