Acompanhando o Mercado

No ar, a Rádio Cotonete

João Carlos Lopes dos Santos

Trata-se de uma rede de comunicação telefônica formada por pessoas de determinado mercado, nicho ou confraria.

Decerto, é a melhor mídia, mormente, entre os profissionais do mercado de arte, para troca de informações entre si.

A verdade é que o mercado de arte vem sendo desprezado pelas mídias formais e aí quase todas as notícias nos chegam através de informes publicitários, que, por serem caros, acabam sendo raros.

É nessa lacuna que entra a Rádio Cotonete. Sem dúvida, o meio de comunicação que nos transmite as melhores notícias e, também, as fofocas do mercado.

Aliás, por oportuno, está na hora de os jornais de todo o país criarem as suas colunas sobre mercado de arte.

As melhores informações do mercado

Voltando à Rádio Cotonete, sem conferir razão àqueles que usam o telefone com se fossem brincos, as ligações telefônicas entre profissionais do mercado de arte – como nos demais – são fundamentais para que esse mercado se mantenha informado.

No passado – falo ali pela década de 1980 – a Rádio Cotonete viveu seus tempos áureos. Costumava-se dizer que, se dois solitários marchands fizessem uma troca de quadros – chamada de «rolo» – às quatro horas da madrugada, em frente ao Restaurante Rio-Nápoles, na Praça General Osório, em Ipanema, pouco tempo depois todos profissionais de mercado do eixo Rio-São Paulo tomavam conhecimento do fato...

Eixo Rio-São Paulo

Vou me repetir: até o início dos anos 1990, os marchands se reuniam em bares e restaurantes, após os leilões de arte ou, nos finais de tardes, em galerias de arte. Frequentemente, os do Rio formavam grupos e viajavam para São Paulo e – em ocasião diferente – os de São Paulo vinham em caravana para o Rio de Janeiro.

Na década de 1980, os mercados do Rio e de São Paulo eram uma coisa só. Trocava-se de tudo: ideias, experiências, informações e até obras de arte. Os decanos transmitiam conceitos para os novatos. Não havia escola, mas se passava a tradição; agora, nem uma coisa nem outra; é cada um por si e Deus por todos.

Nada a substitui

Mesmo assim, a Rádio Cotonete funcionava a pleno vapor, mantendo informados, on line, os profissionais do mercado.

Atualmente, temos as mensagens eletrônicas, mas de forma alguma elas substituem a Rádio Cotonete de outrora. Os e-mails que recebo – exceto quando vem de consulentes – não falam da dinâmica do mercado de arte.

Ainda recebo algumas ligações, mas são poucas, se comparamos com as de outrora. Precisamos revitalizar as nossas maiores fontes de informação, o bate-papo após os leilões, nos «botecos» da vida, e, fundamentalmente, a Rádio Cotonete

 

Telefones e outras informações - clique aqui

VOLTAR

Outros Artigos:

Ninguém é profeta em sua terra

Releitura, plágio e falsificação

Metais Aveludados

Sem jogo de cintura...

Por que os honorários periciais são considerados elevados?

A filosofia das minhas fases periciais

Como consolidar sua carreira no mercado de arte.

Como se pode perceber que uma pintura é falsa?

Em síntese, o que a legislação autoral visa proteger.

Por que as obras de arte estrangeiras antigas são tidas como atribuídas?

O tempo de maturação de um laudo pericial

Arte contemporânea: afinal, o que é isso?

O mercado de arte em tempos de conflito

Primeiros passos no mercado de arte

Aos artistas plásticos iniciantes

Curso para Marchands

Onde posso registrar uma obra artística de minha autoria?

E o dia do Artista Plástico?

O que fazer para evitar falsificações

Investir em arte - quanto, quando e como

O que é uma telenovela?

O mural ‘Guerra e Paz’ está de volta.

Por que sou contra o 'Direito de Sequência'

Perícia judicial sobre obras de arte

Como vai o Mercado de Arte?

O que Ú prešo de mercado ?

Como revitalizar o mercado?

A liquidez das obras de arte

O mercado de arte realmente existe no Brasil?

O perfeito relacionamento com o mercado

Reflexões sobre as tabelas dos artistas

Curso para formação de marchands

Consolidando o mercado de arte

O que posso fazer pelo mercado de arte?

E o mercado de arte ga˙cho?

Marchand - uma definição simples e objetiva

Convivendo com os leilões de arte

Se todos gostassem do amarelo

Um leilão de arte em Fortaleza

Pode-se realmente investir no mercado de arte?

Preconceito nas artes plásticas

Que obras de arte devo comprar? De que artistas plásticos?

Um programa Legal

No Ar, a Rádio Cotonete

Pré-requisitos para a Profissão de Marchand

O que é consultoria de mercado de arte?

A mediação e arbitragem no mercado de arte

Em quem devo investir?