Investir em arte - quanto, quando e como

João Carlos Lopes dos Santos

Quanto devo investir

Uma dúvida constante daqueles que pretendem se iniciar no mercado de arte se refere ao capital necessário para fazer o primeiro investimento.

Na verdade, não há um valor definido. Quanto mais dinheiro você aplicar, maiores serão as suas chances de lucro e mais rápidos os resultados. Mas fique claro que não há um valor mínimo e, normalmente, este tipo de investimento é feito de forma parcelada, sem periodicidade específica – compra-se ou corrige-se o rumo, quando a ocasião se apresentar.

No entanto, é importante ressaltar que uma coleção, quando se objetiva investimento, tem que ser acompanhada dia-a-dia, a fim de que se façam as correções de rumos, bem diferente de quando se pretende apenas decorar uma casa com obras de arte. Decoração é uma coisa, investimento é outra, embora os dois conceitos possam caminhar juntos.

Não se apaixone por uma obra de arte

Deixemos bem claro o seguinte: uma coisa é comprar e vender (negociar e viver disso), outra, bem diferente, é comprar, corrigir rumos e, depois, realizar lucros.

Ambas as escolhas são válidas. Mas, quando se trata de investimento, o investidor não pode se apaixonar pela obra de arte. Gostando dela ou não deverá comprar ou se desfazer dela quando for chegado o momento de corrigir rumos ou realizar lucros.

Conheço investidores que vão acumulando patrimônio em obras de arte por vários anos – dez, vinte, trinta anos – e, frequentemente, nem chegam a realizar os seus propósitos de lucro, pelo simples fato de julgarem que, deixando o seu dinheiro aplicado em obras de arte, estão fazendo um melhor negócio. Como resultado, muitas vezes, acabam por deixar um belíssimo acervo cultural e patrimonial aos seus herdeiros.

Curiosidade e profissionalização

Digo no capítulo 25 do Manual do Mercado de Arte, em síntese, que é vantajoso investir em obras de arte, desde que você tome cuidados específicos e siga algumas regras. Por exemplo, não tendo a necessária experiência no mercado de arte, há que se contratar um profissional experiente do ramo, que tomará, em seu nome, uma série de precauções. O profissional, que conhece e acompanha o mercado, torna-se um valioso apoio na aquisição e no acompanhamento da coleção, substituindo algumas peças da coleção por outras que, naquele momento, se revelem melhores opções de valorização mais segura, garantindo uma melhor rentabilidade futura.

Por que até Bancos se interessam por arte

Essa é a lógica em qualquer negócio. O investimento em arte, feito do modo correto, profissional, também tem tudo para continuar a ser uma boa aplicação, trazendo ainda, como resultados adicionais, a participação na vida cultural, a formação de um patrimônio, a sensação prazer e de status, que outras aplicações nem sempre podem proporcionar.

Observe que até instituições financeiras investem em arte. Os grandes investidores do mercado de capitais, mormente os Bancos, costumam materializar parte de suas reservas em obras de arte. E não é por acaso, afinal, dinheiro é a matéria-prima deles para gerar lucros.

Quando a Bolsa de Valores vai bem, o mercado de arte vai melhor ainda... É o que se ouve comumente.

Analise você mesmo e tire suas conclusões.

Telefones e outras informações - clique aqui

VOLTAR

Outros Artigos:

Ninguém é profeta em sua terra

Releitura, plágio e falsificação

Metais Aveludados

Sem jogo de cintura...

Por que os honorários periciais são considerados elevados?

A filosofia das minhas fases periciais

Como consolidar sua carreira no mercado de arte.

Como se pode perceber que uma pintura é falsa?

Em síntese, o que a legislação autoral visa proteger.

Por que as obras de arte estrangeiras antigas são tidas como atribuídas?

O tempo de maturação de um laudo pericial

Arte contemporânea: afinal, o que é isso?

O mercado de arte em tempos de conflito

Primeiros passos no mercado de arte

Aos artistas plásticos iniciantes

Curso para Marchands

Onde posso registrar uma obra artística de minha autoria?

E o dia do Artista Plástico?

O que fazer para evitar falsificações

Investir em arte - quanto, quando e como

O que é uma telenovela?

O mural ‘Guerra e Paz’ está de volta.

Por que sou contra o 'Direito de Sequência'

Perícia judicial sobre obras de arte

Como vai o Mercado de Arte?

O que Ú prešo de mercado ?

Como revitalizar o mercado?

A liquidez das obras de arte

O mercado de arte realmente existe no Brasil?

O perfeito relacionamento com o mercado

Reflexões sobre as tabelas dos artistas

Curso para formação de marchands

Consolidando o mercado de arte

O que posso fazer pelo mercado de arte?

E o mercado de arte ga˙cho?

Marchand - uma definição simples e objetiva

Convivendo com os leilões de arte

Se todos gostassem do amarelo

Um leilão de arte em Fortaleza

Pode-se realmente investir no mercado de arte?

Preconceito nas artes plásticas

Que obras de arte devo comprar? De que artistas plásticos?

Um programa Legal

No Ar, a Rádio Cotonete

Pré-requisitos para a Profissão de Marchand

O que é consultoria de mercado de arte?

A mediação e arbitragem no mercado de arte

Em quem devo investir?